terça-feira, 3 de agosto de 2010

O melhor que há em mim...




O mar me despertou e me deu nome...
Renasço de maresia para o sonho realizado.
Vejo o canto de mulher chorando e,
Suas mãos de água me guardam serenamente
Eu - o do ventre da África,
Sou filho legítimo da mãe do mundo.

Um comentário:

sérgio disse...

de volta... êba!