segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Não se esqueça de mim

Setembro se vai. Misturado de alegria, mudanças, tristezas, sustos, realizações; cores, nomes, aulas, textos, formas, desejos; claridade na força que me impele; esperança minha em movimento. Muita coisa que, em mim, me vestiu de pensamentos. Trouxe-me uma canção nesta manhazinha que guardei pra lembrar. Roberto insistindo em canções de amor. Meu esquecimento em torno disso que se chama violência. O gosto do amor absoluto mais que tudo num pedido de, qualquer jeito, "eu quero ficar". Essa lembrança rascante e doce e lágrima e véu e festa e música e nada...Do nada que muito vejo e da voz de Roberto que me orienta, compartilho e peço:
Onde você estiver, não se equeça de mim
Com quem você estiver não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Mesmo que exista outro amor que te faça feliz
Se resta, em sua lembrança, um pouco do muito que eu te quis
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Eu quero apenas estar no seu pensamento
Por um momento pensar que você pensa em mim
Onde você estiver, não se esqueça de mim
Quando você se lembrar não se esqueça que eu
Que eu não consigo apagar você da minha vida
Onde você estiver não se esqueça de mim.
(Roberto e Erasmo Carlos).

3 comentários:

Dhan disse...

Ai, ai.... Nana cantando com Erasmo... supra-sumo da beleza....

Cadê Gal? Esqueceu de Gal??? Tive essa inglória tarefa de lembrá-la!!!! rsrsr

Marlon Marcos disse...

De fato, imperdoavelmente, não tive tempo de lembrar de minha Gal! Fodão ruim,né?

Carlos Barros disse...

Gal para Roberto não precisa ser lembrada.
Basta pensar em Sua estupidez e na capacidade que Erasmo e Roberto tiveram de ser Gal para ela ser completamente ela mesma.

63 anos, filho adotivo, repetíveis shows de voz e violão e ela ainda pode dizer, sem problema de identidade:

- Meu nome é Gal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

PS - Também amo o que Roberto é para o Brasil!!!!!!!!