terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Maiúsculo

Rita Ribeiro
A cantora maranhense dispensa apresentações: é fantástica. Ultimamente, encabeça o projeto " Três meninas do Brasil", DVD e CD lançados pela Quitanda, que já são um dos maiores acertos fonográficos do ano 2009 no Brasil. Não vou falar no maior, pois tenho que aguardar os CD's da Maricotinha, e dela eu sempro espero muito, muito e sem decepção. Rita, juntamente com a minha Jussara e a dulcíssima e competente Teresa Cristina, arrasa em suas interpretações naquele "áudio-visual". O momento mais denso, o que me derruba, assusta, e engrandece, pela junção de canto letra música e execução orquestral, é da canção de Sérgio Sampaio, Maiúsculo; sem muito a dizer, aconselho, com desespero, a todos ver e ouvir... Lembrou-me, não sei por quê, Baby e os Novos Baianos. As meninas trazem o já existente com gosto de novidade. Grande. Espero. E que venda muito! O original. Sem pirataria.
Vamos à letra:
Como é maiúsculo
O artista e a sua canção
Relação entre Deus e o músculo
Que faz poderosa a sua criação
Pensando bem
É um mistério
Como é misterioso o coração
Como é minúsculo
O olhar de quem vive no escuro
Um sujeito malvado e burro
Alguém machucado como não ter um bem
Não tem porém
Mas tem um tédio
Não ser vítima do assédio de ninguém
Quase não dorme
Vive ao avesso
Medo conhece bem
Sem endereço
Como é que pode
Não fazer mal também
Tenho meus vícios
Vivem dentro de mim esses bichos
São o pai e a mãe dos meus lixos
E às vezes me levam de mal a pior
Pergunto quem
Não sabe disso
Os momentos em que a vida não tem dó
Solto meus bichos
Pelas músicas quando me aflije
Mas um homem sem esse feitiço
E sem um carinho a que recorrer
Pode matar
Querer morrer
Pois perdeu todo sentido de viver
Sérgio Sampaio

Um comentário:

Pedro disse...

Estou ouvindo agora. Quase me faz chorar!