quinta-feira, 2 de abril de 2009

Três coisas sobre Lispector

Clara Clarice

“Há três coisas para as quais eu nasci e para as quais eu dou a minha vida. Nasci para amar os outros, nasci para escrever, e nasci para criar meus filhos. ‘O amar os outros’ é tão vasto que inclui até o perdão para mim mesma com o que sobra. As três coisas são tão importantes que minha vida é curta para tanto. Tenho que me apressar, o tempo urge. Não posso perder um minuto do tempo que faz minha vida . Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca”.
P.S.: Este texto me comove muito. É a mulher Clarice Lispector - minha maior referência na literatura mundial. Retirei do blog de Vitor Carmezim, que retirou do blog de Niltinho e assim, Clarice é chama contínua entre os amantes da palavra. Obrigado, meninos.

5 comentários:

Carlos Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marlon Marcos disse...

Caro Carlos,

Obrigado por me visitar e fazer comentários tão gratificantes. valeu

Edu O. disse...

Clarice me adoece e cura. Todas as vezes que entrei em contato com Clarice tive febre, algo em mim se ajustava.

Marlon Marcos disse...

Edu,

Nunca tive febre. Mas já chorei muito. E já tive de desaparecer. Depois tinha vontade ser escritor. depois me achava lindo, humano, inteligente e mais que tudo, sensível por está com Ela em minhas mãos. Obrigado por vim aqui. Beijos saudosos...

Maurício Alves disse...

clarice é o meu remedio por que eu vivo onde vivo,vivo porque a clarice mesmo depois de "morta" vive em cada um dos seus leitores sufoco-me nas palavras dela amo amo e saudo duas aleluias.....