domingo, 28 de junho de 2009

De repente, Califórnia (2007)


Assisti no Arteplex Unibanco, praia de Botafogo, no Rio de Janeiro. Sessão de pré-estreia, sala lotada de gente querendo ver o "amor" numa versão gay. O filme é lindo. Um conto de fadas para as relações amorosas entre pessoas do mesmo sexo. Descomplicado e alusivo à ideia de que o amor entre os iguais é possível. Um romance, aos meus olhos que viram, ideal. Coisinhas da memória que dão tanta alegria. Até o filho-sobrinho aparece para dar ares de família, sem precisar ser a família heterossexual que dá legitimidade a união amorosa de acordo aos padrões ainda vigentes. Lindo. Porque cheio de esperança e de possibilidade. O casal é lindo e distante dos estereótipos que traduzem o ser gay. Lindo como diversão e sonho. O título em português é De repente, Califórnia, produção estadunidense de 2007, direção de Jonah Markovitz, e os atores são Trevor Wright(!) e Brad Rowe. Imperdível.

P.S: Chiquinho, não perca, você vai adorar!

2 comentários:

vanessa disse...

Você tá tão lindo no Rio! =)
Perdi um bocado de coisa por aqui..tô correndo pra me atualizar.

(Já roubei a frase de Beauvoir).


Beijo bem grande.

bentocasmurro disse...

Meu querido, vi hoje seu comentário. Estou ansioso para assistir, verdadeiramente. P.S.: ando sem net, snif! Bjs.