quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

2011: Iemanjá Oxum Oyá em mim







Minhas Iyás,

Que 2011 me chegue em saúde e leveza. Que poucas certezas me norteiem nessas novas empreitadas e que as muitas dúvidas que tenho me arrebatem em criatividade. Quero coragem para continuar a ser como eu me construí , como o que escolhi e que a sorte também me assista. Minhas Meninas Mães tomem meu maior desejo em suas mãos e me ajudem em sua realização. Despejem mais azul e feminino em mim e iluminem a minha escrita para que arte eu comunique. Quero mais prazer profissional, prosperidade, integridade, utilidade social, transformação...
Meus olhos transmitem agradecimento e choro pelos elementos atmosféricos com a chegada das graças que me vêm das Senhoras.
Meu ano novo nascerá em sábado. Mais risos e Fé!
Que eu renasça na ideia do amor e faça festa em minha vida.
Que eu me permita felicidade e ame, também, a minha própria companhia.
Que venha o novo novíssimo bom!
Quero criar em mim aos outros para ter sentido em ser!
Viver - aquaticamente - as marcas do feminino transbordante,
2011 - o começo inexorável do escritor.


Um comentário:

Betinha disse...

Nossa!!!Vou acompanhar seu blog...quanto amor ao mar e às senhoras donas das águas...Sou filha de Yemanjá, Oxum e Nanã...sou toda água...rs!Me senti muito bem aqui, acompanhando seus textos.Que minhas mães lhe abençoem.Axé