terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Alaíde Costa louva as águas com sua voz de deusa


Ela é uma das mais importantes cantoras do Brasil de todos os tempos. Emociona-me para além de qualquer expressão verbal minha: eu sinto Alaíde cantando e acalmando minha respiração, me ensinando a respirar, me ensinando a ser música.
Amanhã, dia 8 de dezembro, num misto de Nossa Senhora da Conceição ( Mãe Adoradíssima), Oxum( A belíssima Senhora em mim) e Iemanjá( Razão do meu viver), no Teatro Castro Alves, Salvador-Bahia, ocorrerá o grande encontro das sete divas negras brasileiras, e entre elas, Alaíde Costa. Inexplicavelmente, a de maior grandeza e a menos conhecida. O acertado projeto que gerou o DVD Mães das Águas - Yeye Omo Ejá cantará para as beldades de nossas vidas em vozes marcantes dando lugar a esta mulher rara em todos os sentidos; mulher canção inspiração musicalidade. Vale por tudo. Minhas Iyabás e nossa divíssima Alaíde Costa. Bravo para a Palmares!

Um comentário:

Carlos Barros disse...

Ela, de fato, ecoa um canto da história do Brasil: um canto que, esquecido, emana daquela voz.
Somente poderia tocar sua sensibiliadde, mesmo!

Axé, Alaíde!
Ori Ô!