sábado, 5 de setembro de 2009

Oxaguian,meu pai!


Cobre-me com suas vestes brancas e azuis e me põe certeiro nessa guerra da vida para que eu tenha Paz: Senhor de Mim.
***
Meu caminho é a duplicidade. Ambivalência e fragmentos que me fazem inteiro. Estas águas totais que me invadem. O ser Yemoja e Guian nos reflexos do ser que sou. Eu, filho de dois numa cabeça de Luz!
***
Ogum no meu destino: caminho de solução; partituras de todas as conquistas. A guerra e a paz! O que mata e proteje a vida. Espada na mão do meu Pai! Ogum, azul no branco do meu Pai!
***
Guian da minha vida, suas águas são as águas de minha mãe. Junção de energias; eu sou o misto de uma combinação equânime de forças naturais. Senhor da peleja que traz êxito e cria, fertiliza e dá ao mundo o alimento inhame - contínua energia que dança cortando os ares e me alivia e me refaz. Epa Babá !

2 comentários:

.Paloma. Abençoada por Deus e meus guias, protegida por Eles... disse...

Nossa estou até agora sem palavras para descrever o que senti ao ler o que você escreveu...
Lindo, lindo.......
Me identifiquei demais!
Salve nosso Pai Guiã, nossa mãe Iemanjá. Nosso pai Ogum e mais além, minha mãe Oxum e minha mãe Iansã... Salve todos os orixás!

marcelo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.