quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Elis para Serginho Guerra

Elis Regina

Ela é a voz maioral deste país. Possibilidade de identificações entre diversos. Técnica precisa numa emoção tempestiva: o canto mais criativo.
Elis, coisa de uma nação. Não é minha favorita.

***

Ele é meu amigo. Construto historiográfico preservando a memória, sendo parte da história, pensando-a serena e docemente mas, registrando-a na acuidade de quem chega, assim como Elis, para ficar. É professor da Federal de minha Cachoeira - fica entre poema, cervejas e escritos formais e é o menino, fruto delicado de um encontro que só a amizade pode afirmar.
Parabéns, meu amigo: 24 de dezembro! Navegue aqui neste blog - marca do meu estado alcoólico de poeta. Te amo.
E te peço: seja feliz!

Um comentário:

Renata disse...

valeu, cara! faltou vc! tô com um presente pra vc, poema de um poeta cachoeirano. me cobre, ou passe por aqui. estou janeiro todo trabalhando!