quarta-feira, 9 de junho de 2010

Maria Bethânia e a mão

Maria ( nono dia)


Um dos traços mais significativos e expressivos na arte de Maria é o esvoaçar de sua mão. Ela, a mão, se nos indicando caminhos emocionais sem se negar direitos à razão. Nono dia de abertura comemorativa pela vida da artista - 9 lugares solares e o raio daquela voz sacralizando a audição de um País. Adoração.

3 comentários:

saidel disse...

Realmente a Bethânia sempre se expressou e continua se expressando bastante com as mãos,como que saturadas de emoções,cheias de alusões às palavras e aos sentidos que elas contém.É uma forma de exprimir a sua decisão,o seu encantamento,o seu amor,a sua vaidade de mulher e artista,quando por exemplo,joga os cabelos para trás.Tornou-se uma marca registrada.A marca da intérprete que com as mãos comanda os ventos e a calmaria,que saúda o dia e também dá boa noite à noite.Essa é a Bethânia,a "Senhora do Vento Norte",com seu manto de sal e espuma!!!

Mazé disse...

Nas mãos de Maria o sentir da alma se apresenta.
Das mãos de Maria deslizam inclinações, paixões, amores...
Das mãos de Maria o abraçar, o apertar, o sentir,
a energia que se transmite
como corrente elétrica para acariciar nosso amor por ela.
Abraços, Marcos
Mazé

Rodrigo Santiago disse...

O gesto é também linguagem.
Leigos são aqueles que acreditam que sem as mãos se pode dizer tudo. Olhe qualquer grande orador, e você vai ver suas mãos dançantes, entusiasmadas, praticamente induzindo um transe.

E aliás, não são só as mãos. O bom artista usa todo o corpo, não importa o seu ofício.

Muito lindo, obrigado,
Rodrigo.
http://musicanovampb.com.br