terça-feira, 22 de junho de 2010

Maria Bethânia, saudações à vida!


Sua síntese é arte. Ela em suas auto-descrições no que sempre aparece mas é puro mistério. Deveras beleza que chega aos olhos mas ninguém toca. Ela é do seu jeito - a distância que a mitifica e o palco que a consagra. Maria é uma espécie de movimento a favor da vida e com prazer.

Um comentário:

saidel disse...

Realmente ela é movimento, movimento dos barcos,que passa junto com as coisas,que passa perto sempre do que penso e anseio.Desde que a conheci é assim.Uma foto dela no palco detonou toda essa minha devoção,mesmo sem eu saber qual era o tom de sua voz.Fiquei na imaginação. Apaixonei-me pela sua imagem, pelo significado inusitado que ela me transmitiu, para só depois coroando a minha procura, escutei a sua voz e a minha alma realmente compreendeu que eu estava diante da minha "Cantora", que seria o meu ponto de referência dentro da música brasileira. Sua presença morena habita dentro de mim como que há séculos,visto ela possuir um talento verdadeiro,que não foi forjado pela máquina e sim alcançado com o mais puro sentimento e força.A força que nunca seca.A sua expressão no palco encanta, pois tem a capacidade de levar as pessoas para dentro dos seus inconscientes(mesmo que elas não percebam), fazendo-as pensar e sentir, o que é por demais importante.Enfim, eis uma grande e luminosa "Estrela"!Salve a Bethânia, a "Senhora do Vento Norte"!!!