quinta-feira, 17 de junho de 2010

Maria Bethânia, naqueles lugares

Maria ( décimo sétimo dia)

"Arrumar a vida, pôr prateleiras na vontade e na ação.

Quero fazer isto agora, como sempre quis, com o mesmo resultado;

Mas que bom ter o propósito claro, firme só na clareza, de fazer qualquer coisa!
Vou fazer as malas para o Definitivo,

Organizar Álvaro de Campos,

E amanhã ficar na mesma coisa que antes de ontem — um antes de ontem que é sempre...

Sorrio do conhecimento antecipado da coisa-nenhuma que serei.

Sorrio ao menos; sempre é alguma coisa o sorrir...

Produtos românticos, nós todos...

E se não fôssemos produtos românticos, se calhar não seríamos nada.

Assim se faz a literatura...

Santos Deuses, assim até se faz a vida! "

Álvaro de Campos

Para ela,

como forma de alívio e sentido e vontade e coragem de chegar em algum lugar,

e investido pela força dela que nos arde os olhos e nos faz chorar,

e perdido neste lado da plateia tão distante do palco,

e incapaz de estabelecer conexões,

só os olhos vendo,

a boca acompanhando sons,

a pele arrepiada em palavras;

muita falta de ar,

e a paixão querendo ser,

e as mãos sem toque,

aquilo que se realiza,

nítida pesquisa do lugar que se quer ter;

marca da mulher espelho,

e a voz da qualidade,

e a ventania,

e o mar,

e as folhas,

e as estradas,

e as casas,

e os rios,

e a terra,

e os animais,

e o tempo;

o sentimento de envelhecer bem, sublime

mesmo que no plano da elaboração,

ser musa mito rainha poema,

há 64 anos.






Um comentário:

saidel disse...

"Havia mais que um desejo", um desejo enorme de te reverenciar e olhar firmemente nos seus "Olhos D'Água". Reflito melhor, com melhores pensamentos e me proponho a jogar flores nos seus pés descalços,como que para te homenagear por mais uma conquista merecida.Até porque me lembrei,sabendo que eu não iria esquecer, que o seu aniversário é hoje. Tão profundamente hoje. E hoje, sorrio de alegria e te desejo desejos, com todas as forças que o meu anseio possa convocar, milhões de felicidades duradouras e que te sejam sempre bem-vindas. Para te adornar os sentimentos, acalentar as tuas preocupações e te alimentar sempre de versos encantados. Bilhões e bilhões de grãos de areia, que de areia se tornem pepitas de ouro maçiço e robusto, qual grandeza é o teu Espírito.Liberdade total hás de ter para escolher sempre os teus rumos e navegares onde quer que seus olhos alcancem.Inteligência e heroísmo sagrados te acobertem os ombros e te façam erguer cada vez mais alta a espada da tua originalidade, força e dedicação. Fé. Cega. Faca. Amolada. Com que cortes todo o mal e sepultes de vez as angústias do mundo. Decaído, sim, porém não tu, que sobrevive ao inferno das misérias e te mostras vitoriosa ,envolta de canções e ventos, de calmarias e tempestades, de flores e pedras. Cristal absoluto! Diamante Verdadeiro! Humildemente,despeço-me com carinho e com a dedicatória de sempre: Salve a "Senhora do Vento Norte" com seu manto de sal e espuma!!!