segunda-feira, 14 de junho de 2010

Maria Bethânia, Explode Coração

Maria ( décimo quarto dia)
A canção Explode Coração, do saudoso Gonzaguinha, se confunde com a eternidade de sua verdadeira dona: Maria Bethânia. Um levantar de "basta! eu prefiro o amor". E a gente vai cantar isso eternamente. Coisas do êxito da poesia sonorizada a que chamamos de canção. Na imagem, A rainha linda e suada em sua tarefa de explodir paixão na gente.

A letra:

Chega de tentar dissimular e disfarçar e esconder
O que não dá mais pra ocultar e eu não quero mais calar
Já que o brilho desse olhar foi traidor
E entregou o que você tentou conter
O que você não quis desabafar


Chega de temer, chorar, sofrer, sorrir, se dar
E se perder e se achar e tudo aquilo que é viver
Eu quero mais é me abrir e que essa vida entre assim
Como se fosse o sol desvirginando a madrugada
Quero sentir a dor desta manhã

Nascendo, rompendo, rasgando, tomando, meu corpo e então eu
Chorando, sorrindo, sofrendo, adorando, gritando
Feito louca, alucinada e criança
Eu quero o meu amor se derramando
Não dá mais pra segurar, explode coração...
Gonzaguinha

Um comentário:

saidel disse...

Quando o disco "Álibi" já estava pronto, na fase de mixagem, o Gonzaguinha apareceu na gravadora levando essa canção que ele tinha composto para a Bethânia.Ela disse que o disco já estava pronto e mesmo assim, ele insistiu em mostrá-la.Bethânia, com muito carinho e a amizade de sempre, pediu para que a canção fosse mostrada."Explode Coração" foi a última canção a entrar para o disco "Alibi", e como diz a Maria:"Foi a canção que carregou o sucesso do disco." Maravilhoso compositor, antenado com a mais pura qualidade, desenvolveu no seu trabalho sempre a beleza que convém aos grandes poetas da MPB.E sempre com aquela aparência de menino, o que é super legal.A Bethânia, por sua vez, que começou a gravar e a cantar o Gonzaguinha a partir do show "A Cena Muda",tornou-se especialista na leitura tão rara desse compositor genial. Puro talento. De ambos.Quando vi a foto que você postou, do show "Nossos Momentos" imediatamente me veio a figura do Gonzaguinha, que fez a canção "Eterno Começo", especialmente para o show comemorativo da grande Bethânia, que sempre terá na sua trajetória essa canção guardada dentro de si, aonde quer que vá, aonde quer que se apresente, pois ela é uma das suas mais profundas traduções. Parabéns aos dois! E salve a "Senhora do Vento Norte"!!!